Anima Mundi 2016 – Assista online os curtas do festival

O Anima Mundi 2016 foi um grande sucesso. Apesar dos diversos problemas econômicos do país, que afetaram seu tamanho, a 24ª edição do maior festival de animação da América Latina trouxe ao Brasil mais de 400 filmes utilizando as mais diversas técnicas, como computacão gráfica, massinha, stop-motion, aquarela e etc. No total foram exibidas animações

The Me Bird – Um poema animado com recortes de papel

O curta-metragem The Me Bird é uma interpretação livre do poema “O Pássaro Eu” de Pablo Neruda. A inspiração na técnica do “recorte de papel” (strata stencil) ajuda a conceituar a repetição de camadas, como o passado de nossos movimentos e ações. Os quadros descritos como prisão e o passado como um fardo servem como

My Happy End – A amizade de um cachorro com seu rabo.

É dito que o cachorro é o melhor amigo do homem. Mas quem é o melhor amigo do cachorro? Em My Happy End um cachorro animado consegue alcançar seu próprio rabo, e nesse momento começa uma inusitada amizade com seu novo companheiro. Usando uma mistura de técnicas, como desenhos a mão, animação com recortes, stop

The Renter – Mais um excelente curta de estudante da CalArts

O Inquilino The Renter é um curta de animação independente, escrito, dirigido e animado por Jason Carpenter. Baseado em uma história real, acompanhamos um menino que descobre como uma creche pode ser um lugar confuso e assustador. Roteiro, direção e animação: Jason Carpenter Produção: California Institute of the Arts Música e Sound Design: Jeff Shiffman

O Rei Gastão – Animação vencedora do Anima Mundi 2012 – Prêmio Carlos Saldanha

Seleção Oficial Anima Mundi 2012 Esta linda animação brasileira de Diogo Viegas foi escolhida por Carlos Saldanha, diretor de A Era do Gelo, para um prêmio especial no Anima Mundi 2012. Vale conferir. Direção e criação: Diogo Viegas Produção: Diogo Viegas & Simone Scofield Viegas Animação: Diogo Viegas Animação de Efeitos: Alessandro Monnerat Layouts: Diogo